Itaipu entrega 1º veículo elétrico que será abastecido apenas com energia solar

Fonte: Portal UDOP

A Itaipu Binacional entregou, na tarde desta sexta-feira (23), o primeiro veículo elétrico que será totalmente abastecido por energia solar. O Zoe elétrico foi repassado em regime de comodato à Associação dos Municípios do Oeste do Paraná (Amop), no Centro Executivo de Itaipu, na Vila A, em Foz do Iguaçu.

A instituição, autossuficiente em energia, dispõe de uma central fotovoltaica própria em sua sede, no centro de Cascavel (PR). A capacidade é de 13 kW (em horário de pico). É esta unidade que gerará a energia do carro, fato inédito no Programa Veículo Elétrico da Itaipu.

Pelo compromisso, o carro será 100% abastecido pela central fotovoltaica. Os dados serão transmitidos em tempo real para Itaipu, por meio do sistema do veículo, e serão aproveitados para a pesquisa do Programa VE.

O automóvel, que será usado de forma institucional nos compromissos da Amop, servirá ainda para a divulgação do Projeto VE em eventos como encontros com os prefeitos. Hoje, a instituição representa 52 municípios.

“Teremos informações on-line e poderemos repassá-las aos fabricantes para aprimorar o carro elétrico. Todos ganham”, disse o diretor-geral brasileiro de Itaipu, Luiz Fernando Vianna.

A entrega foi feita pela diretoria de Itaipu ao presidente da Associação dos Municípios do Oeste do Paraná (Amop), Rineu Menoncin, prefeito de Matelândia. Os diretores brasileiros de Itaipu Marcos Stamm (financeiro executivo), Marcos Baumgärtner (administrativo) e Hélio Gilberto Amaral (coordenação) também participaram da cerimônia. O carro será levado para Cascavel na segunda-feira (26).

Compromisso

O anúncio de um VE para associação havia sido feito em 9 de maio, quando Itaipu e Amop reafirmaram parcerias para o desenvolvimento regional. O compromisso foi assumido durante reunião entre a diretoria de Itaipu e representantes da associação, na sede da Amop, em Cascavel.

“Além da economia que o veículo proporciona, ele é uma bandeira da sustentabilidade, um carro do futuro e ambientalmente correto. Queremos agora propagar e divulgar este projeto de Itaipu, que é nossa parceira em diversos convênios”, disse o presidente da Amop.

Menos poluentes

A central fotovoltaica da Amop é composta por 52 painéis. Desde o final de 2014, quando entrou em operação, a planta gerou 23.781 kWh e evitou a emissão na atmosfera de quase 24 toneladas de CO².

“Ainda não sabemos quanto tempo de carregamento será necessário para abastecer o carro. Todos esses dados serão computados a partir do uso do veículo”, explicou Leandro Rudnicki, engenheiro eletricista da Amop. Abastecido, a autonomia do Zoe é de 170 km (na cidade). “Ano a ano fechamos no zero”.

Para o coordenador brasileiro do Programa VE, Celso Novais, as informações serão valiosas justamente por ser a primeira ocasião na qual o veículo será totalmente abastecido pela energia solar. “Monitoraremos todo o desempenho em tempo real”, afirmou.

Luiz Fernando Vianna destacou que ação está alinhada às medidas do governo federal para a redução de poluentes e ao estímulo às energias renováveis. “O Programa Veículo Elétrico é uma das formas de Itaipu contribuir para a redução de gases. Itaipu é uma fomentadora desta iniciativa e, embora tenha um papel pequeno, se comparado à frota nacional, se cada um fizer a sua parte em breve teremos o carro elétrico como uma realidade em todo o País”, concluiu o diretor-geral.

Outras entregas

O repasse ocorreu menos de um mês da entrega, também em regime de comodato, de um Renault Fluence elétrico e dois eletropostos para o Ministério de Minas e Energia (MME), em Brasília.

O veículo entregue pela Itaipu ao MME é utilizado nos compromissos oficiais do ministro Fernando Coelho. Na cerimônia em Brasília, Coelho assinou com o presidente da Eletrobras, Wilson Ferreira Júnior, e o diretor-geral da Itaipu Binacional, Luiz Fernando Vianna, um contrato que regulamenta o uso de veículos elétricos e eletropostos em regime de comodato pelo poder executivo do Brasil.

O acordo de comodato integra o Programa Veículo Elétrico implantado pela Itaipu há dez anos. A parceria reúne fabricantes de veículos e componentes, e empresas do setor elétrico. “O comodato é feito com base na decisão da Diretoria. Levamos em conta o protocolo de sustentabilidade e o veículo fica cedido dois anos cumprindo essa tarefa”, explicou Marcos Stamm na entrega para a Amop.

Objetivo do programa

A proposta do Programa VE é pesquisar e desenvolver tecnologias ligadas não só aos veículos, mas também a baterias e sistemas de armazenagem, o impacto na rede elétrica e smart grid. A redução de emissões faz parte dos compromissos da agenda brasileira de governo reafirmados dentro e fora do País.

Itaipu mantém, atualmente, veículos elétricos cedidos em regime de comodato para a Eletrobras, Copel, Exército, ONU Mulher, Universidade Federal de Santa Catarina e governo do Paraguai.

Na frota própria, Itaipu mantém 100 veículos elétricos, de carros de passeio até avião. Os veículos elétricos são mais eficientes e ainda apresentam um custo por quilômetro rodado 75% menor do que o movido a gasolina.

Mobilidade elétrica

Em dez anos de programa, os veículos elétricos de Itaipu rodaram mais de 836 mil km e evitaram a emissão de 87 toneladas de CO2. A economia gerada no período soma R$ 240 mil.

23/06/17
Fonte: Portal Itaipu Binacional

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *