JAC e Volkswagen vão fabricar carros elétricos na China

Protesto contra aumento de impostos continua na Bahia
02/08/2017
Preço médio da gasolina chega a R$ 4,37 no Acre e é o maior do país, diz ANP
03/08/2017
Mostrar tudo

Fonte: A TARDE SP
Se, por um lado, a construção da fábrica da JAC Motors em Camaçari, onde a empresa tem um galpão, é incerta, por outro, os chineses confirmaram o investimento em uma unidade para fabricar carros elétricos em parceria com a Volkswagen, em Hefei, sul de Pequim. Durante a apresentação do compacto T40, em Amparo, interior de São Paulo, Sérgio Habib, CEO do grupo SHC, representante da JAC, comentou que a parceria será importante para o fortalecimento do grupo.
“Até 2024, a China quer ter 1/3 de sua frota elétrica, e por isso essa parceria é fundamental”, disse o executivo. A fábrica custará US$ 750 milhões e terá capacidade de produzir 100 mil veículos por ano.
A parceria com a Volkswagen não irá excluir outras joint-ventures da montadora alemã com a Saic Motor ou com a estatal FAW, mais antiga fabricante de automóveis e utilitários da China. O governo local aprovou em abril a união das montadoras no projeto, que é regulado pelo National Development and Reform Commission (NDRC). A fábrica estará pronta até o início de 2019.
A China é o maior mercado automotivo do mundo. Em 2016 foram 28 milhões de unidades vendidas, e a projeção é de crescimento da ordem de 5% em 2017. No mercado de veículos elétricos, o gigante asiático já produz 350 mil unidades por ano. A Volkswagen é líder com 3,7 milhões de unidades vendidas; a GM é vice-líder, com 2,1 milhões; e a Changan tem 1,3 milhão. Em percentuais, a JAC está confiante no mercado brasileiro mesmo com a queda vertiginosa registrada em 2016, quando viu suas vendas anuais caírem de 4.500 unidades para 2.691 no ano passado. Este ano a projeção é de aumento de 67% nas vendas, o que representará 4.500 veículos.
Futuro
Focada agora no mercado dos utilitários esportivos compactos, a JAC Motors mantém no portfólio os já conhecidos T5, T6 e agora o recém-apresentado T40 que é feito sobre uma nova plataforma. De olho no movimento da maré, a JAC aguarda a recuperação do mercado brasileiro para decidir sobre fábricas no país.
Alemanha defende o diesel
Fonte: Valor Econômico
O governo e as montadoras da Alemanha, reunidos na chamada “cúpula do diesel”, concordaram ontem com medidas para tentar salvar a tecnologia – abalada pelo escândalo da manipulação dos testes de emissão da Volkswagen, revelado há dois anos – e evitar que mais países sigam o exemplo de Noruega, França, e Reino Unido, que estudam banir carros movidos a combustíveis fósseis em até 23 anos.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *