Petrobras Distribuidora retoma ampliação de fábrica de lubrificantes em Duque de Caxias

Petróleo nos EUA cai para mínima de 9 meses por excedente global
21/06/2017
Impresas da China, Índia e Irã sondam setor de refino no Brasil
21/06/2017
Mostrar tudo

Fonte: BR Distribuidora

Após autorizada por seu Conselho de Administração (CA), a Petrobras Distribuidora abriu processo licitatório para retomar o projeto de ampliação e modernização de sua fábrica de lubrificantes em Duque de Caxias (RJ). A obra deve começar ainda em 2017, com previsão de término até 2020. O projeto executivo foi atualizado e segue os melhores padrões de engenharia e governança.
Todos os fornecedores que serão chamados a participar da concorrência já foram submetidos aos padrões de governança e conformidade exigidos atualmente pela companhia. Essas organizações passaram, por exemplo, pelo processo de due dilligence de integridade, que avalia o grau de risco na contratação de cada empresa. Devido ao valor estimado do investimento – que não pode ser divulgado neste momento, por questões inerentes ao próprio processo licitatório -, o CA também aprovará o resultado final da licitação e acompanhará a fiscalização do projeto.
“A ampliação da fábrica é fundamental para que possamos atingir o objetivo de aumentar a venda de lubrificantes, como previsto no nosso Plano de Negócios e Gestão, bem como reduzir nossos custos de produção e melhorar o padrão de atendimento”, afirma Marcelo Fernandes Bragança, diretor de Operação e Logística da BR, convidado a falar nesta data no “Lubes em Foco – 7º Encontro Internacional com o Mercado”, no Rio de Janeiro, com o tema “Evolução dos óleos lubrificantes e seus impactos, sob a ótica do produtor”.
Unidades modernizadas – Os equipamentos adquiridos para o projeto anterior de ampliação, interrompido em 2012, estão armazenados na própria unidade e serão utilizados na nova fábrica, totalmente automatizada. Do escopo inicial, cerca de 40% das obras foram concluídas, e já estão em operação a área de células de paletização e uma nova linha de envase de frascos de 1 litro. O armazém vertical automático, para estocagem e expedição de produtos embalados está em fase final de testes, com início de operação previsto ainda em 2017.
A fábrica de lubrificantes da BR é considerada a maior na América Latina, com capacidade de produção de 320 mil metros cúbicos/ano e volume de tancagem de 35 mil m3. Na unidade, são produzidos e despachados quase 900 itens, incluindo outros tipos de óleos, graxas, isolantes, Flua Petrobras (ARLA 32), fluidos etc., para os segmentos automotivo, marítimo, ferroviário, aeroviário e industrial.
Com a ampliação, a capacidade deve subir para 500 mil m3/ano, e a Petrobras Distribuidora será capaz de atender ainda melhor o mercado brasileiro, onde a marca Lubrax é top of mind e detém cerca de 23,5% do market share no acumulado em 2017. A companhia também exporta para o Paraguai e o Uruguai, e vem ampliando continuamente o portfólio da linha Lubrax.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *