Consumo retrai e faz preços de combustíveis caírem 50% devido à pandemia. Entrevista do presidente do Sindicombustíveis Bahia

Apesar de reajuste, gasolina está 30% abaixo do exterior
11/05/2020
Petróleo opera em alta com investidor atento a mais cortes de produção
12/05/2020
Mostrar tudo

Fonte: Portal Muita Informação

Presidente do Sindicombustíveis, Walter Tannus, comentou impacto no setor em entrevista ao Podcast do Muita Informação

Por Jones Araújo

O isolamento social devido à pandemia do novo coronavírus tem causado impacto direto no consumo de combustíveis de todo o país, ocasionando inclusive a diminuição dos valores que são cobrados do consumidor final.

De acordo com o presidente do Sindicombustíveis da Bahia, Walter Tannus, os postos do Brasil perderam 50% do seu volume comercial, comparando com igual período do ano passado. Em alguns locais, principalmente nas grandes cidades, postos chegaram a perder 80% do seu volume. A análise foi feita em entrevista ao Podcast do Portal M!.

No bate-papo com editor-chefe do Portal M!, Osvaldo Lyra, Tannus avaliou a queda de arrecadação nos postos de gasolina. “Nós temos dois fatores: primeiro foi a Petrobras que reduziu o preço da gasolina e o segundo impacto é a queda de volume. Tenho dito que temos que vender o almoço para comprar o jantar”, afirma. Ele completa que acredita que devido à crise do coronavírus, talvez o Brasil não consiga se recuperar em menos de 2 e 3 anos.

Demissões e medidas do governo

O presidente do Sindicombustíveis informou que no primeiro momento da pandemia, 7% de mão de obra, o equivalente cinco mil funcionários em todo o estado da Bahia, foram demitidos. “Entendemos que a melhor maneira de sair da crise é não demitindo, mantendo a moral da sua equipe elevada, trabalhando e procurando motivar as pessoas nesse momento de crise. Mas eu não consigo deslumbrar um tempo de quando iremos sair disso, temos que acreditar na ciência e esperar que um medicamento chegue com brevidade”, avalia.

Além da falta de arrecadação, Walter informou também que o Governo Federal não sinalizou nenhuma medida para o mercado dos combustíveis.

“O governo federal não sinalizou nada, os bancos não tem nenhuma linha de empréstimos voltadas para as empresas de porte de combustível e o que eu tenho dito é que os empresários terão que fazer dinheiro, ele vai ter que tentar botar dinheiro na empresa dele”, disse.

Ouça a entrevista na íntegra:

Link da matéria: http://www.muitainformacao.com.br/post/9411-consumo-retrai-e-faz-precos-de-combustiveis-cairem-50–devido-a-pandemia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *