Etanol: Preço médio sobe na semana em 14 Estados e no DF

Sem teto por fundamentos indefinidos, petróleo deixa imprevisível ritmo do etanol
15/07/2020
Para Fitch Ratings, venda direta de etanol não traz ganho de margem significativo
15/07/2020
Mostrar tudo

Brasil Agro

Os preços médios do etanol hidratado subiram em 14 Estados e no Distrito Federal na semana encerrada no sábado (11) ante o período anterior, de acordo com levantamento da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) compilado pelo AE-Taxas. A cotação do biocombustível caiu em outros 11 Estados e ficou estável em São Paulo.

Nos postos pesquisados pela ANP em todo o País, o preço médio do etanol ficou inalterado ante a anterior, em R$ 2,737 o litro. Em relação aos últimos 30 dias, a alta foi de 6,13%, para R$ 2,579.

Em São Paulo, principal Estado produtor, consumidor e com mais postos avaliados, a cotação média do hidratado ficou em R$ 2,544, estável ante a semana anterior e subiu 6,67% na comparação com os últimos 30 dias (R$ 2,385). No Amazona, o biocombustível registrou a maior alta porcentual na semana, de 4,24%. A maior queda semanal, de 11,92%, foi verificada no Amapá.

Na comparação mensal, os preços do etanol subiram em 21 Estados e no Distrito Federal e cederam em outros 5 Estados. O Estado que registrou a maior alta porcentual na comparação mensal foi no Paraná, com elevação de 11,72% no preço do etanol hidratado. A queda mais expressiva foi verificada no Amapá (-15,25%).

O preço mínimo registrado na semana passada para o etanol em um posto foi de R$ 2,099 o litro, em São Paulo, e o menor preço médio estadual, de R$ 2,478, foi registrado em Mato Grosso. O preço máximo individual, de R$ 4,999 o litro, foi verificado em um posto do Rio Grande do Sul. O Rio Grande do Sul também teve o maior preço médio, de R$ 3,944 (Broadcast, 14/7/20)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *