Postos pedem para seguir abertos em cidades com toque de recolher ou lockdown

Venda de refinarias gera debate
09/07/2020
Barril do petróleo cai US$1 após avanço do coronavírus gerar temor sobre demanda
10/07/2020
Mostrar tudo

Fonte: Portal Bahia.Ba

Em ofícios, Sindicombustíveis argumenta com a necessidade de manter apoio a caminhoneiros e veículos de serviços essenciais

O Sindicombustíveis Bahia pediu às autoridades que os postos sigam abertos mesmo em cidades com decretos determinando toque de recolher ou lockdown. Ofícios com o pleito foram encaminhados à Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado (SDE), União dos Municípios da Bahia (UPB) e prefeituras municipais.

Para o sindicato, a restrição do funcionamento dos revendedores e dos serviços oferecidos pode prejudicar o apoio aos caminhoneiros e o abastecimento de veículos de atendimentos emergenciais. O Sindicombustíveis Bahia assegura que os protocolos de prevenção estão sendo seguidos pelos revendedores.

“Os postos de combustíveis sempre foram ponto de apoio dos caminhoneiros e, em função do fechamento de postos em muitos municípios, estamos deixando de dar essa assistência a eles, que muitas vezes não têm nem onde se alimentar”, afirma o presidente da entidade, Walter Tannus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *