Queda na venda de combustíveis desemprega 5 mil na Bahia

Petrobras venderá no Brasil gasolina de maior qualidade a partir de agosto
03/06/2020
RAAP/IBAMA: Atenção para o prazo de entrega que encerra dia 29
03/06/2020
Mostrar tudo

Fonte: Tribuna da Bahia

A queda nas vendas de combustíveis, nos postos de gasolina da Bahia, já desempregou mais de 5 mil trabalhadores. A situação está e descontrole e deverá cresce ainda mais, segundo informa o presidente do Sindicato do Combustíveis do Estado da Bahia (Sindicombustíveis), Walter Tannus. Um outro sério problema, que aflige a categoria, é a expectativa de sobrevivência diante da pandemia do coronavírus. “O cenário brasileiro é de 20% dos postos devem fechar as portas”.

A Tribuna da Bahia, Walter Tannus disse ainda que a crise de saúde provoca grandes reflexos na economia. “Os decretos para preservação de vidas, com foco na mobilidade urbana, contribui para a queda nas vedas. Além disso, a pandemia agrava a queda do poder aquisitivo da população e, por extensão, muitas empresas estão fechando as portas e ocorrendo as sucessivas demissões.

Para Walter Tannus, os postos que poderão sobreviver na atual conjuntura são os de maior capital financeiro e os localizados nas cidades ainda não afetadas pelo Covid-19. “Em Salvador temos bairros, considerados nobres, onde a queda nas vendas em sido maiores, especificamente na Barra, Graça, Itaigara, Caminho das Árvores e Pituba. Eu tenho, inclusive, um posto (não revelou qual), onde a queda nas vendas atingiu 80%. A média geral das quedas, nos bairros acima citados tem entre 70 a 80%”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *