Petrobras pode ajudar etanol com petróleo a US$ 71 e gasolina defasada em R$ 0,12

Biogás, o combustível ecológico que é mais barato e considerado mais eficiente que o GNV
02/06/2021
Preço médio do diesel nos postos sobe 5,62% em maio, diz Ticket Log
02/06/2021
Mostrar tudo

Money Times

Com o petróleo em torno dos US$ 71 (+2,20%) nesta terça (1), há expectativa de que a Petrobras (PETR4) faça algum remanejamento de preços da gasolina nas distribuidoras e devolva um pouco mais de competividade ao etanol hidratado.
A defasagem da gasolina na véspera, quando o óleo roçou os US$ 70 em Londres, era de 4%, ou seja, menos R$ 0,10. O diesel estava em menos 5%, precisando de R$ 0,15 para ficar na paridade.
A Associação Brasileira dos Importadores de Combustíveis (Abicom) espera reajuste para não alargar a perda de valor da gasolina.
Já deve se acrescentar entre R$ 0,2 e R$ 0,3 com a disparada do petróleo hoje.
O etanol consolidou duas semanas de queda na usina, mas segue com reajustes diários nas distribuidoras, e segue com paridade muito curta na relação de preço com o combustível de origem fóssil.
Ganhou um pouco mais de demanda e um leve acréscimo na produção, que vai ganhando mais força com a safra avançando.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *