Preços do petróleo recuam com mercado ignorando tempestade no Golfo do México

Mercado de veículos no Brasil volta a 2019 em três anos, prevê a Iochpe
15/09/2020
Produção brasileira de petróleo atingirá pico até fim dos anos 2030, diz BP
15/09/2020
Mostrar tudo

Reuters

Os preços do petróleo tiveram leve queda nesta segunda-feira, em meio a preocupações com uma estagnação da recuperação econômica global e à iminência da retomada de produção na Líbia, com o mercado falhando em obter suporte de uma tempestade que afeta o bombeamento da commodity nos Estados Unidos.
O petróleo Brent fechou em queda de 0,22 dólar, ou 0,6%, a 39,61 dólares por barril, enquanto o petróleo dos EUA (WTI) recuou 0,07 dólar, ou 0,2%, para 37,26 dólares o barril.
Ambos os contratos haviam acumulado baixas na semana passada, a segunda consecutiva de recuos.
“A tempestade está interrompendo a produção no Golfo do México e o mercado nem se importa –isso mostra o quão ruim está a situação”, disse Bob Yawger, diretor de futuros de energia da Mizuho em Nova York.
O furacão Sally ganhou força no Golfo do México e oeste da Flórida no domingo e deve se tornar um furacão de categoria 2. Isso levou petroleiras a interromper 21,4% da produção “offshore” de petróleo no Golfo, o equivalente a 395.790 barris por dia, disse o governo dos EUA nesta segunda-feira.
Os preços do petróleo costumam subir quando há interrupções de produção –mas diante da piora da pandemia de coronavírus, a preocupação com a demanda tem se mantido no centro das atenções, enquanto a oferta global segue crescendo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *