Qualidade da gasolina nacional vai melhorar a partir de agosto

Rubens Ometto afirma que a Raízen iniciará campanha mundial pelo etanol
03/07/2020
Etanol: venda direta beneficia consumidor, mas indústrias de MT apontam gargalos
03/07/2020
Mostrar tudo

Fonte: Valor Econômico

A partir de agosto, motoristas que abastecerem seus veículos contarão com uma gasolina de melhor qualidade, mais parecida com o combustível utilizado nos Estados Unidos e em países da Europa. Isso porque, em janeiro deste ano, a Agência Nacional do Petróleo e Biocombustível (ANP) divulgou a Resolução 807/20, que estabelece uma nova especificação para a gasolina vendida no país.

O combustível precisará ter massa específica mínima de 715 kg/m3 – índice não regulamentado até então – e número de octanas mínimo de 92 (atualmente é de 87) pela metodologia RON, que avalia a resistência do combustível à detonação.

Nesta semana, a Petrobras anunciou que já está preparada para produzir a nova gasolina. Segundo a diretora de refino e gás natural da estatal, Anelise Lara, “a qualidade intrínseca da gasolina vai aumentar em termos de octanagem e massa específica, o que significa um combustível mais eficiente e melhor proteção aos motores dos veículos”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *