Raízen afirma que pretende protocolar pedido de IPO junto à B3 nos próximos dias

Falta de peças força paradas técnicas em montadoras do país
02/06/2021
Petróleo fecha em alta, após decisão da Opep+ e Brent ultrapassar US$ 70
02/06/2021
Mostrar tudo

Infomoney

A empresa brasileira de energia Raízen pretende entrar nos próximos dias com pedido para realização de uma oferta inicial pública de ações (IPO, na sigla em inglês), disse a companhia em fato relevante na noite de segunda-feira.
Joint venture entre o grupo brasileiro de infraestrutura Cosan (CSAN3) e a petroleira anglo-holandesa Shell, a Raízen disse ainda que decidiu descontinuar projeções financeiras para alinhar sua política de divulgações a procedimentos adotados por seus auditores e consultores na preparação para o IPO.
A Raízen informou que “possui a intenção de protocolar perante a Comissão de Valores Mobiliários (CVM), nos próximos dias”, o pedido de registro do IPO da Raízen Combustíveis, com listagem de ações preferenciais no Nível 2 da bolsa B3.
A companhia acrescentou que o preço de venda das ações e a quantidade de papéis a serem negociados na oferta ainda serão oportunamente fixados por seu conselho de administração.
A Cosan informou em março que havia contratado consultores para preparar uma eventual oferta de ações da Raízen, joint venture da empresa com a Shell nos setores de açúcar, etanol, bioenergia e distribuição de combustíveis.
Sócia da XP Investimentos oferece curso gratuito de como alcançar a liberdade financeira. Clique aqui para se inscrever.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *