Apesar de leve queda em setembro, as vendas de etanol continuam firmes

Subvenção ao diesel: ANP aprova pagamento de R$ 11,2 milhões a quatro empresas
11/10/2018
Petrobras reduz preço da gasolina pelo segundo dia seguido
11/10/2018
Mostrar tudo

Fonte: Valor Econômico

As vendas de etanol hidratado realizadas pelas usinas do Centro-Sul do país somaram 1,889 bilhão de litros em setembro, de acordo com informações divulgadas nesta quarta-feira pela União das Indústrias de Cana-de-Açúcar (Unica). Ainda que tenha sido 35,7% maior que o registrado no mesmo mês de 2017, o volume foi 3,9% menor que o de agosto passado.

Em comunicado, Antonio de Padua Rodrigues, diretor-técnico da Unica, atribuiu a queda ao início da safra canavieira nas regiões Norte e Nordeste, que, assim, passaram a demandar menores quantidades do biocombustível produzido no Centro-Sul. De qualquer forma, o mercado continua aquecido. Desde o início da safra 2018/19 da região, em abril, as vendas de etanol hidratado têm superado com folga os volumes da temporada passada por causa dos ganhos de competitividade do biocombustível em relação à gasolina nos postos.

De abril até setembro, as usinas da região venderam 9,899 bilhões de litros de etanol hidratado no mercado interno, um crescimento de 38,3% na comparação com o mesmo período do ano passado. No caso do etanol anidro (que é misturado à gasolina), as vendas acumuladas diminuíram 13,1%, para 4,158 bilhões de litros.

A Unica também informou que as chuvas que caíram no Centro-Sul na segunda metade de setembro provocaram interrupções na colheita e na moagem de cana, o que reduziu o volume de produção. No período, as usinas da região processaram 27,64 milhões de toneladas, 31,7% menos que no mesmo período de 2017.

A queda também foi influenciada pelo encerramento da safra em algumas unidades. Até o início de outubro, cinco usinas concluíram os trabalhos no ciclo 2018/19. Na próxima quinzena, a expectativa da Unica é que outras 32 usinas encerrem as operações. “Essa é a primeira quinzena que a moagem da safra atual ficou aquém daquela observada no ciclo anterior. Essa retração está concentrada nos Estado de São Paulo e no Paraná”, afirma Antonio de Padua Rodrigues, o diretor técnico da Unica, em comunicado.

Como consequência desse movimento, as produções de açúcar e etanol também recuaram. Foram fabricadas 1,28 milhão de toneladas de açúcar na quinzena, queda de 55% na comparação com o mesmo período da safra passada, 1,140 bilhão de litros de etanol hidratado, volume praticamente estável, e 494 milhões de litros de etanol anidro, em baixa de 44,9%. A oferta de hidratado se manteve firme porque as usinas continuaram dando preferência à fabricação do biocombustível.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *