Dispositivo revela em poucos segundos se etanol é ‘batizado’

CNPE publica a política de comercialização do petróleo e do gás natural da União
24/03/2017
Lojista passa a aceitar todos cartões na mesma máquina
24/03/2017
Mostrar tudo

Fonte: G1
Pesquisadores do Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (Cnpem), em Campinas (SP), desenvolveram, com o uso de nanotecnologia, um dispositivo capaz de medir em poucos segundos a qualidade do etanol combustível.
De acordo com Carlos César Bufon, pesquisador do Cnpem, o dispositivo pode ser utilizado em toda a cadeia, da produção ao abastecimento, garantindo ao consumidor que o produto enviado ao tanque do carro é, realmente, o que ele comprou.
“Esse sensor pode ser usado desde a fabricação, lá na usina, pode passar pelo transporte, a parte de estocagem, o tanque de reserva do posto, e consequentemente a bomba de combustível, até o automóvel”, explica Bufon.
A equipe do Cnpem acredita que o dispostivo possa chegar ao mercado em até dois anos. No período, será necessário criar um processo de homologação para determinar como deve ser feito o monitoramento desse etanol em toda a cadeia.
Resposta em 40 segundos
O sensor desenvolvido em Campinas pode, no futuro, equipar tanques dos carros, informando ao motorista, em poucos segundos, se o etanol vendido pelo posto está dentro das normas estabelecidas pela ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis).
“Esse sensor e essa eletrônica foram preparados para uma resposta de 40 segundos. Como estamos tratando com etanol combustível, a gente quer ter certeza que o valor lido nesse dispositivo seja o mais próximo da realidade”, explica Bufon.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *