Etanol sobe 17 Estados, cai em 8 e no DF e fica estável no Amapá

Postos compram gasolina mais cara
11/11/2016
Preço da gasolina voltou a subir nesta semana, aponta ANP
12/11/2016
Mostrar tudo

Fonte: Agência Estado

Os preços do etanol hidratado nos postos subiram em 17 Estados, caíram em oito e no Distrito Federal e ficaram estáveis no Amapá nesta semana. Os dados são da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), compilados pelo AE-Taxas. No período de um mês, o biocombustível registrou alta em 18 Estados e no Distrito Federal e queda em outros oito Estados.
Em São Paulo, principal Estado produtor e consumidor, a cotação avançou 0,26% na semana, para R$ 2,680. No período de um mês acumula alta de 10,65%, a maior em todo o País. Na semana, os preços subiram mais em Mato Grosso (1,95%), enquanto o maior recuo ocorreu no Amazonas (1,37%). A maior queda mensal ocorreu em Alagoas (1,96%).
No Brasil, o preço mínimo registrado para o etanol foi de R$ 2,618 o litro, em São Paulo, e o máximo foi de R$ 3,699 o litro, no Rio Grande do Sul. Na média, o menor preço foi de R$ 2,427 o litro, em Mato Grosso. O maior preço médio foi verificado no Amapá, de R$ 2,891 o litro.

Etanol x gasolina
Os preços do etanol hidratado seguem sem competitividade ante os da gasolina em todo País, pela segunda semana consecutiva, de acordo com dados da ANP. A relação é favorável ao biocombustível quando está abaixo de 70%.
Em São Paulo, onde o etanol equivale a 76,35% do valor da gasolina, o produto ficou cotado, em média, a R$ 2,680 por litro. A gasolina, em R$ 3,510 por litro

Fonte: Brasil Agro
Etanol hidratado cai 0,81% e anidro sobe 0,28% nas usinas paulistas
O preço do etanol hidratado nas usinas paulistas recuou 0,81% entre segunda-feira e esta sexta-feira, 11, de R$ 1,8962 o litro para R$ 1,8808 o litro, em média, de acordo com o indicador divulgado nesta sexta-feira, 11, pelo Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea/Esalq).
Já o valor do anidro subiu 0,28%, de R$ 2,1035 o litro para R$ 2,1094 o litro, em média, segundo o Cepea/Esalq (Agência Estado, 11/11/16).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *