Evolução dos preços: Em SP, etanol está a um passo da paridade com a gasolina

Etanol caiu em 14 Estados e no DF, subiu em 11 e ficou estável no Amapá
17/05/2017
19 de maio, dia de ajudar o Hospital Martagão Gesteira
17/05/2017
Mostrar tudo

Fonte: Nova Cana

Entre 7 e 13 de maio, a variação dos preços do etanol hidratado ao consumidor resultou em uma nova recuperação na competitividade do renovável de cana em relação à gasolina. De acordo com o levantamento da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), na média nacional, o índice que estabelece a relação de preços entre o etanol e combustível fóssil fechou a semana em 71,8%.

Sobe e desce
O resultado é estimulado pelo recuo nos preços do biocombustível de cana-de-açúcar nos postos de 14 estados e no Distrito Federal. Nesse intervalo, os valores cobrados pelo litro do etanol subiram em outros 11 estados, além de permanecerem estáveis no Amapá.

Já os valores ao consumidor para a gasolina baixaram em 11 estados e no DF, subiram em outros 13 e ficaram iguais no Rio Grande do Norte.

Estados
Entre os estados produtores do Centro-Sul, que costumam apresentar uma relação vantajosa para o consumo de etanol hidratado, a maioria exibiu relativo equilíbrio na relação de preços entre o biocombustível e a gasolina.
Os preços do etanol hidratado continuaram competitivos ante os da gasolina apenas no Mato Grosso, agora pela sexta semana consecutiva. No estado, o preço do etanol equivaleu a 67,90% do valor cobrado pela gasolina na última semana – a relação é considerada favorável ao biocombustível quando está abaixo de 70%.

São Paulo: próximo da paridade
Em São Paulo, o preço do etanol equivaleu a 70,02% do valor da gasolina. Dessa maneira, o etanol – que há semanas vem avançando em competitividade no estado – fica bem próximo da relação de paridade com a gasolina.
O resultado no estado está relacionado diretamente com o aumento de 0,50% da gasolina, frente a valorização de apenas 0,08% no etanol hidratado nos postos.

Apesar do atraso da moagem de cana no Centro-Sul do Brasil e da demanda pelo etanol aquecida, devido à maior competividade frente à gasolina, os preços do hidratado seguem em queda.
O Indicador Cepea/Esalq do etanol hidratado foi de R$ 1,4192/litro (sem ICMS e sem PIS/Cofins) na semana passada, queda de 2,73% em relação ao período anterior.
Em Goiás, na mesma comparação, a desvalorização da cotação do hidratado chegou a 4,52%. No Mato Grosso, a queda nos preços foi de 1,83%.

Os destaques sobre o preço do etanol na semana de 7 a 13 de maio:
• Valor do renovável de cana nos postos caiu em 14 estados e no DF, subiu em 11 e permaneceu estável no Amapá
• Preço do etanol hidratado nacional correspondeu, na média, a 71,8% do valor da gasolina
• No Mato Grosso, único estado onde o etanol é vantajoso, o preço do biocombustível equivale a 67,90% do valor cobrado pela gasolina
• Em São Paulo, o preço do etanol hidratado já corresponde a 70,02% da cotação da gasolina nos postos
• Nas usinas, os preços do hidratado seguem em queda: 2,73% em SP, 4,52% em GO e 1,83% no MT

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *