Incentivo a etanol ajuda exportações para os EUA

Analistas já veem risco menor para investimento em Petrobras
18/07/2016
Petrobras anuncia retomada de operações em unidade de refinaria de Pasadena
18/07/2016
Mostrar tudo

Fonte: VALOR ONLINE

Ainda que o mercado externo represente uma parcela relativamente pequena das vendas de etanol das usinas brasileiras, as exportações do produto estão mais aquecidas nesta safra 2016/17. O dólar mais valorizado no período contribuiu para esse dinamismo no mercado internacional , além da retomada da política de incentivo ao consumo de biocombustíveis na Califórnia.
Desde abril, quando começou a safra sucroalcooleira de 2016/17, até junho, o Brasil exportou 449 milhões de litros de etanol, 121% a mais que no primeiro trimestre da temporada anterior. A receita avançou 103% na base anual, para US$ 207 milhões.
Por ser misturado à gasolina, o etanol anidro é o principal tipo de etanol exportado pelo Brasil, que fornece o produto principalmente para atender políticas de redução de emissões de gases estufa, como a dos EUA. O país importa cerca da metade do etanol que o Brasil vende ao exterior.
Na Califórnia, o etanol brasileiro ganha mercado porque o Estado voltou a adotar neste ano o Programa Padrão de Combustível de Baixo Carbono, que fornece às usinas um prêmio pelos combustíveis que emitem menos gases estufa. Na semana passada, esse prêmio era de 18,18 centavos de dólar por galão para o etanol brasileiro.

Os comentários estão fechados.