Investidores desapareceram do etanol celulósico, mas, ainda assim, mercado verá nova onda de expansão

Petróleo atinge máxima em um mês após ataque dos EUA contra base aérea síria
07/04/2017
Importação do etanol americano derruba preços da cana no NE
07/04/2017
Mostrar tudo

Fonte: Nova Cana

As usinas instaladas de etanol celulósico estão vivendo anos difíceis, não apenas pela falta de domínio da tecnologia, mas também porque os investimentos secaram. A expectativa dos pioneiros não se misturou muito bem com a realidade e a indústria no mundo todo acabou caindo em um certo descrédito.
Mas, para quem observa esse mercado nascente de perto, a dura realidade atual deve dar lugar a uma retomada gradual. Gradual mas significativa, conforme um recente estudo realizado pelos mesmos especialistas que fizeram uma das análises mais interessantes sobre o estado da arte do etanol celulósico no mundo.

A Lux Research, consultoria com base em Boston (EUA), se debruçou sobre a o futuro dos biocombustíveis no mundo (incluindo etanol de 1ª geração e biodiesel) para, entre outros motivos, determinar se as usinas atuais terão um mercado aquecido nos próximos anos e se será um bom negócio investir em etanol.
As novas tecnologias, em especial o etanol celulósico, receberam uma atenção especial, que o novaCana apresenta a seguir.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *