Maranhão pode ganhar refinaria e petroquímica

Sindicombustíveis Bahia promove campanha de doação para o Hospital Martagão
28/12/2016
Petrobras conclui venda de refinaria no Japão por US$ 165 mi
29/12/2016
Mostrar tudo

Fonte: O Globo
Negociações entre Brasil, Irã e Índia podem resultar na construção de uma refinaria de petróleo e de uma unidade petroquímica em um dos estados mais pobres do país, segundo fontes próximas às conversas. O Maranhão propõe ceder ao projeto os mais de 2.000 hectares onde a obra da refinaria Premium I da Petrobras foi paralisada em 2015, segundo um funcionário do governo estadual.
A região já tem um porto de águas profundas para naviostanque, e sua localização facilita o acesso ao Pacífico e à Ásia por meio do Canal do Panamá. A estatal petroleira não participa da iniciativa. PROJETO DE R$ 8 BILHÕES O projeto poderia ajudar o Brasil a ser menos dependente das importações de combustível refinado e estimular a economia local, disse o deputado federal José Reinaldo Tavares (PSB-MA). Segundo ele, que participou de missão do Maranhão a Teerã e Nova Délhi, o investimento seria de pelo menos R$ 8 bilhões.
Autoridades iranianas do setor petroleiro visitaram duas vezes o local, no município de Bacabeira. Mohammad Ali Ghanezadeh, embaixador do Irã no Brasil, disse que seu governo está “muito interessado” e “disposto a colocar dinheiro e energia” no projeto. O principal obstáculo para o acordo, diz ele, são as sanções bancárias dos EUA ainda em vigor, apesar do acordo nuclear assinado em 2015.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *