Opep prevê maior oferta de petróleo em 2017 se acordo não for cumprido

Brasil terá maior aumento de produção fora do cartel em 2017, diz Opep
14/12/2016
52º Leilão de Biodiesel da ANP negocia 545,7 milhões de litros
14/12/2016
Mostrar tudo

Fonte: Folha de S. Paulo Online

A Opep (Organização dos Países Exportadores de Petróleo) sinalizou nesta quarta-feira (14) um aumento na oferta de petróleo no ano que vem, a menos que os membros implementem seu acordo para reduzir a produção e produtores rivais também cumpram seus compromissos de redução fechados no sábado (10).
A Opep produziu 33,87 milhões de barris por dia (bpd) no mês passado, de acordo com dados coletados pelo cartel de fontes secundárias, um aumento de 150 mil bpd ante outubro, informou a organização em um documento mensal.
Os números do próprio grupo mostram que a produção da Opep tem subido, aumentando a saturação global, antes do início de janeiro, quando o primeiro acordo de corte de suprimentos desde 2008 começa a vigorar. Isso poderia levantar questões sobre sua capacidade de cumprir plenamente o acordo.
Os cortes de países que não pertencem à Opep devem ajudar a “acelerar a redução dos estoques globais e antecipar o reequilíbrio do mercado de petróleo para a segunda metade de 2017”, disse a Opep no relatório.
No documento, a Opep elevou ligeiramente sua previsão dos seus países rivais em 2017, embora tenha dito que a previsão estava sob revisão após a reunião de sábado.
Com a demanda média por petróleo da Opep para 2017 prevista de 32,63 milhões de bpd, o relatório indica que haverá um excedente médio de 1,24 milhão de bpd, se a Opep mantiver a produção estável.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *