Petrobras não deve mexer nos preços, diz Bolsonaro

‘Política do governo para Petrobrás será testada’
17/09/2019
Petrobrás vai segurar preço de gasolina
17/09/2019
Mostrar tudo

Fonte: Valor Online

O presidente Jair Bolsonaro afirmou que os preços dos combustíveis não devem sofrer reajuste imediato em razão da quebra de produção na Arábia Saudita no sábado passado, após ataques a campos petrolíferos da estatal saudita Aramco.
?Conversei com o presidente da Petrobras [Roberto Castello Branco] e não deve mexer no preço dos combustíveis?, disse ele durante entrevista à TV Record, exibida na noite de ontem.
Bolsonaro não deu mais detalhes sobre o impacto que o não repasse da alta nos preços do petróleo em nível global poderá trazer para a Petrobras. Somente nesta segunda-feira, o preço do barril subiu 14%, maior alta desde a Guerra do Golfo, no início dos anos 1990, levando a cotação a quase US$ 70.
O Valor apurou que a companhia segue monitorando o comportamento do petróleo no mercado internacional, mas que decidiu não reajustar os preços logo no primeiro dia após a elevação da cotação internacional, devido à alta volatilidade.
A política de preços da empresa prevê o alinhamento dos preços dos combustíveis à paridade internacional, mas não define uma periodicidade para que os reajustes sejam aplicados.
Bolsonaro disse ainda que voltará a despachar em Brasília hoje, mas no Palácio da Alvorada, residência oficial da Presidência, em vez do Palácio do Planalto, por recomendação médica.
Segundo o presidente, essa medida tem como objetivo preservar seu processo de recuperação após a quarta cirurgia sofrida em decorrência da facada que levou há um ano. Ele afirmou que estará pronto para fazer o discurso de abertura da Assembleia das Nações Unidas, em Nova York, no próximo dia 24.
?Vou com certeza, já disse que estarei lá na ONU nem que seja em cadeira de rodas?, afirmou. Segundo ele, seu discurso será diferente do realizado por seus antecessores. ?Vou à ONU defender a soberania do Brasil, algo que nenhum outro presidente fez.?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *