Petróleo recua com avanço dos poços e plataformas em operação nos EUA

Etanol sobe em 21 Estados e no DF e cai em 5 outros
07/01/2017
Varejo brasileiro tem em 2016 pior resultado desde 2000, diz Serasa Experian
09/01/2017
Mostrar tudo

Fonte: Agência Estado
Os preços do petróleo operam em baixa na manhã desta segunda-feira, em meio a dúvidas sobre os cortes de produção em países membros e não membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) e também o avanço da atividade extrativa nos Estados Unidos.
Às 8h50 (de Brasília), o contrato para março do Brent caía 1,49%, a US$ 56,25 por barril, na Intercontinental Exchange (ICE), enquanto o WTI para fevereiro cedia 1,50%, a US$ 53,18 por barril, na New York Mercantile Exchange (Nymex).
O principal fator para o recuo da commodity foi o relatório da consultoria Baker Hughes mostrando que o número de poços e plataformas em operação nos Estados Unidos avançou para 529, o maior número desde dezembro de 2015.
Para Dominick Chirichella, analista da Energy Management Institute, o número elevado começa a alarmar alguns observadores. Em dezembro de 2015, o mesmo número de poços em operação produzia 9,225 milhões de barris por dia, enquanto no momento o país extrai 8,77 milhões de barris por dia. A alta da produção nos EUA é um subproduto esperado do avanço dos preços.
Outro fator que influencia é a incerteza sobre a efetivação dos cortes prometidos pela Opep e países não membros. Dados de produção de grandes membros do cartel não estarão disponíveis antes de meados de fevereiro, o que, para muitos participantes de mercado, significa volatilidade nos preços à medida em que pedaços de informação chegam ao mercado. Fonte: Dow Jones Newswires.

Fonte: DCI
Petrobras vai recomprar US$2 bi em dívidas; prepara nova oferta de títulos
A Petrobras lançou um programa para recomprar até 2 bilhões de dólares em títulos, com pagamento em dinheiro, e para a oferta de novos títulos, à medida em que a petroleira mais endividada do mundo busca refinanciar dívidas com vencimento antes do final da década.
Em nota, a Petrobras disse que sete diferentes séries de títulos de renda fixa e variável oferecidos pela subsidiária Petrobras Global Finance BV serão alvo do programa de recompra. Os títulos, que incluem papéis com vencimento em janeiro de 2019, março de 2019, abril de 2019, janeiro de 2020 e março de 2020, representam quase 10 bilhões de dólares em títulos em circulação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *