Parente diz que melhora da nota da Petrobras reconhece esforços da estatal
11/04/2017
Projetos no Congresso cobram reajuste imediato do preço da gasolina ao consumidor
11/04/2017
Mostrar tudo

Fonte: DCI

A agência de classificação de risco Moodys elevou o rating de longo prazo da estatal Petrobras de B2 para B1. Além disso, alterou a perspectiva de estável para positiva.

De acordo com a Moodys, a perspectiva reflete a expectativa de que, nos próximos 18 meses, a liquidez e o risco de crédito geral da companhia continuem a melhorar, o que poderia levar a mais elevações no rating.
A Moodys diz que o perfil de liquidez e as métricas financeiras da companhia devem melhorar nos próximos 12 meses, o que reduz o risco de crédito da Petrobras.

A liquidez e as métricas financeiras melhoraram nos últimos trimestres como resultado do menor gasto com investimento em 2016 que o planejado, de ganhos com um gerenciamento operacional disciplinado e com a apreciação do real ante o dólar.

Além disso, a agência citou a nova política de combustível, que elevou a flexibilidade da estatal. “O ambiente regulatório também melhorou no Brasil, o que apoia um maior retorno sobre o investimento no curto prazo.”

Por outro lado, a Moodys diz que, mesmo com as melhoras, o risco de liquidez continua a ser uma preocupação. Entre os riscos, a agência cita o de execução do plano de negócios para 2017-2021 e atrasos potenciais na execução completa de seu plano de venda de ativos. /Estadão Conteúdo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *