Unica reafirma defesa de tarifa de importação de etanol

RenovaBio: uma oportunidade para retomada do desenvolvimento sustentável do País
18/05/2017
Etanol pode virar eletricidade em carros? Veja tecnologia que pode chegar em 2020
18/05/2017
Mostrar tudo

Fonte: IstoÉ Dinheiro
A União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica) reafirmou nesta quarta-feira, 17, por meio de comunicado, que continua defendendo uma revisão na tarifa de importação de etanol, de 0% para 16%, cujo pedido foi enviado Câmara de Comércio Exterior (Camex) no fim de março, fundamentada em razões ambientais. “A tarifa de importação dará um tratamento diferenciado ao etanol de cana-de-açúcar, como menor emissor de gases de efeito estufa em comparação ao etanol importado”, informa.
Paralelamente a essa reivindicação, a Unica considerou importante medida do Conselho Nacional de Política Energética (CNPE), publicada no Diário Oficial da União (DOU), de segunda-feira, 15, a qual atende a um pedido do setor sucroenergético.
A resolução “trará a importadores de etanol a mesma obrigação do produtor em relação à capacidade de estocagem e garantia de níveis de estoques em 31 de janeiro e 31 de março, conforme a resolução da Agência Nacional do Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANP), nº 67/2011.”
Segundo a Unica, “o tratamento isonômico da resolução gerará uma competitividade mais justa ao produtor local”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *