Etanol em carros evitou 515 milhões de toneladas de gases, diz presidente da Unica

Renovabio: os incentivos e os impactos sobre a cadeia de combustíveis
21/07/2020
Preço do etanol pode sofrer muita volatilidade antes das eleições nos EUA
21/07/2020
Mostrar tudo

Fonte: Folha de S. Paulo

O elefante é o animal terrestre mais pesado do nosso planeta. Pesa, em média, cinco toneladas. Imagine agora 100 milhões deles, acomodados em uma gigantesca balança, cujo prato teria um tamanho equivalente a toda a área do município de São Paulo.
O resultado dessa hipotética pesagem seria ainda menor do que o a quantidade de CO2 (dióxido de carbono) que o uso do etanol nos automóveis no Brasil evitou nos últimos 17 anos. De fato, cerca de 515 milhões de toneladas de gases de efeito estufa deixaram de ser despejadas na atmosfera desde o início dos carros flex no Brasil em 2003, por conta do nosso etanol.
Esse biocombustível, produzido a partir da cana-de-açúcar, é capaz de reduzir as emissões em até 90% quando comparado com a gasolina, além de zerar a dispersão poluentes nocivos à saúde. Para ler esta notícia, clique aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *