IEA: Produção global de biocombustíveis deve subir 27,9% até 2026

Petróleo volta a cair, pressionado por covid-19
22/03/2021
Ultra renova 3 nomes no conselho
22/03/2021
Mostrar tudo

Valor Econômico

Entre 2020 e 2026, a produção global de biocombustíveis deverá crescer 27,9%, de acordo com a projeção da Agência Internacional de Energia (IEA, na sigla em inglês) que aparece no relatório Oil 2021. Com o salto, o volume passará dos 2,6 milhões de barris por dia do ano passado para 3,3 milhões daqui a cinco anos, prevê a entidade.

Por causa da pandemia, o segmento registrou em 2020 sua primeira retração em duas décadas — o volume produzido em 2019 havia sido de 2,8 milhões de barris por dia. Para 2021, a previsão é de produção de 2,83 milhões de barris diários.

A IEA calcula que a produção global de etanol neste ano será 1,93 milhão de barris. A previsão para 2026 é de 2,11 milhões.

Os Estados Unidos seguirão como líderes globais na produção de etanol, segundo a entidade, mas com volumes que deverão ficar estagnados em 950 mil barris por dia a partir de 2022; o volume em 2019 foi de pouco mais de 1 milhão de barris. Para a produção brasileira, o volume estimado para 2026 é de 657 mil barris diários. Em 2019, a produção diária foi de 621 mil barris, segundo a IEA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *