Petróleo sobe US$1/barril com expectativa por vacina e acordo da UE para estímulo

MME quer mais países produzindo etanol no mundo; proposta integra Plano Nacional de Energia 2050
22/07/2020
Produção da Petrobras cai 3,7% no 2º tri vs 1º tri por pandemia; sobe no semestre
22/07/2020
Mostrar tudo

(Reuters) – Os preços do petróleo subiram cerca de 1 dólar por barril e atingiram uma máxima de mais de quatro meses nesta terça-feira, apoiados pelo acordo da União Europeia para estímulos e por notícias otimistas sobre testes de vacinas para o coronavírus.
Além disso, uma pesquisa da Reuters mostrou que os estoques de petróleo e produtos refinados nos Estados Unidos provavelmente diminuíram na última semana, o que também deu suporte ao mercado.
Os contratos futuros do petróleo Brent fecharam em alta de 1,04 dólar, ou 2,4%, a 44,32 dólares por barril. O petróleo dos EUA (WTI) avançou 1,15 dólar, ou 2,82%, para 41,96 dólares o barril.
Os preços foram impulsionados pelo acordo entre líderes da UE sobre um fundo de 750 bilhões de euros (859 bilhões de dólares) para a recuperação das economias após a crise do coronavírus, que permite que a Comissão Europeia levante bilhões de euros nos mercados de capitais em nome dos 27 membros.
Dados otimistas divulgados na segunda-feira sobre potenciais vacinas para o coronavírus também ajudaram a alavancar o mercado, embora ainda sejam necessários pelo menos alguns meses para que a vacina se concretize.
Os preços do petróleo ainda receberam apoio de perspectivas de que os EUA possam chegar em breve a um acordo para um novo pacote de estímulos, diante do iminente vencimento do programa para ampliação do seguro-desemprego no país.
“O aparente progresso nas negociações de estímulos nos EUA, o acordo da UE para recuperação e o progresso rumo a uma vacina bem sucedida — tudo isso se juntou nesta semana e fez a demanda por ativos de riscos acelerar”, disse Jim Ritterbusch, da Ritterbusch and Associates.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *