Preços do petróleo e gás natural avançam com onda de frio nos EUA

Fluxo de veículos nas estradas cai 8,8%
17/02/2021
Bolsonaro tenta ‘passar a boiada’ no preço do diesel
17/02/2021
Mostrar tudo

Valor Econômico

Os contratos futuros da referência americana do petróleo e de gás natural fecharam a terça-feira em alta, à medida que partes dos EUA enfrentam temperaturas abaixo de zero e blecautes ocorrem em vários estados devido à onda de frio.
“A tempestade de inverno que atingiu o Texas no fim de semana causou quedas de energia, fechando refinarias e interrompendo o serviço de dutos. Isso fez com que os contratos de energia do consumidor disparassem”, disse Colin Cieszynski, estrategista-chefe de mercado da SIA Wealth Management.
“O clima pode permanecer no centro das atenções nos próximos dias, já que esta semana de negociações encurtada pelo feriado é bastante leve para as notícias do mercado”, afirmou.
O aumento nos preços veio quando a Southwest Power Pool, um grupo de concessionárias que cobre 14 estados, ordenou que as concessionárias começassem a promover apagões para lidar com o esgotamento da oferta de energia.
As planícies do sul dos EUA foram “transformadas no sul da Sibéria devido ao ar frio do Ártico que derrubou recordes centenários”, relatou a AccuWeather hoje.
O inverno extremo forçou o desligamento de geradores de energia eólica no Texas, causando picos nos preços da eletricidade. O Conselho de Confiabilidade Elétrica do Texas estimou que dois milhões de pessoas ficaram sem energia na noite de ontem, segundo o The Wall Street Journal.
O presidente Joe Biden declarou estado de emergência no Texas, a pedido do governador Greg Abbott, abrindo caminho para a ajuda emergencial chegar ao estado. A tempestade matou duas pessoas até agora no Texas.
A rara tempestade que atingiu o estado também levanta preocupações sobre interrupções no fornecimento de petróleo e derivados, em meio a relatos de algumas refinarias fechando devido ao frio extremo.
Os contratos futuros do WTI para o mês de março fecharam o dia em alta de 0,97%, aos US$ 60,05 o barril na Bolsa de Mercadorias de Nova York (Nymex). Já os contratos futuros do Brent para abril subiram 0,07%, a US$ 63,35 o barril na ICE, em Londres.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *