Elétrico a célula de combustível de etanol completa testes no país

Posto Solidário realiza campanha para o Hospital Martagão Gesteira
09/05/2017
Petrobras inclui Pasadena e ativos na África em desinvestimentos
10/05/2017
Mostrar tudo

Fonte: Nova Cana watch full Going in Style 2017 film

A Nissan acaba de completar no Brasil os primeiros testes mundiais de seu protótipo de veículo movido por uma SOFC (sigla em inglês para célula de combustível de óxido sólido), que funciona por meio de energia elétrica obtida a partir de bioetanol.
A marca japonesa é a primeira empresa da indústria automobilística mundial a desenvolver esse tipo de veículo. Um dos grandes empecilhos de veículos movidos a tecnologias limpas – no caso, motor a combustão e baterias elétricas –, a autonomia do modelo é superior a 600 quilômetros com 30 litros de etanol.
O protótipo que foi dirigido pelo Carpress nas imediações do Estádio do Pacaembu (região central de São Paulo) é abastecido 100% com etanol para carregar uma bateria de 24kWh. O Brasil foi escolhido como pioneiro dos testes por ser um dos principais produtores de etanol no mundo.
Segundo a marca, os testes (feitos em dois veículos equipados com SOFC) demonstraram que a tecnologia se adapta bem ao uso cotidiano e ao combustível brasileiro. Essa tecnologia traz uma Célula de Combustível e-Bio com um gerador de potência movido por meio de uma SOFC que se utiliza da reação de diversos combustíveis com oxigênio, incluindo etanol e gás natural, para produzir eletricidade.
“É usado como base o NV200, que é produzido na Espanha”, explica Ricardo Abe, gerente de engenharia da Nissan do Brasil. O protótipo com a célula de combustível faz parte do compromisso da Nissan para o desenvolvimento de veículos com emissões zero e novas tecnologias automotivas, incluindo sistemas de condução autônoma e conectividade. É da Nissan o carro emissão zero mais vendido do mundo, o Leaf, que tem mais de 275 mil unidades comercializadas.
A pesquisa e o desenvolvimento da Célula de Combustível e-Bio foi anunciada pela Nissan em junho do ano passado, em Yokohama, no Japão, mas o veículo foi mostrado mundialmente em agosto, na véspera da abertura dos Jogos Rio 2016. O motor funciona 100% com etanol ou água misturada ao etanol.
No mundo, o etanol é proveniente principalmente da cana-de-açúcar e do milho. A Célula de Combustível e-Bio oferece transporte ecoamigável e cria oportunidades regionais de produção de energia e pode utilizar uma infraestrutura que já existe. Dados apresentados pela Nissan mostram que o custo por quilômetro rodado do e-Bio é de R$ 0,10, enquanto com o motor a combustão é de R$ 0,30.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *