ANP e Serpro criarão plataforma com dados de produtores do RenovaBio

Deputados e representantes da indústria defendem livre concorrência em mercado de gás natural
28/08/2019
Petrobras intensificará corte de custos no ano que vem
28/08/2019
Mostrar tudo

Fonte: Valor Econômico

A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) vai criar, em parceria com o Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro), que atende a Receita Federal, a Plataforma CBio, que reunirá todos os dados das operações dos produtores de biocombustíveis que estiverem credenciados no programa RenovaBio. Foi o que afirmou Aurélio Amaral, diretor da ANP, em evento hoje em São Paulo.

A plataforma registrará as operações intermediárias dos produtores de biocombustíveis e permitirá à ANP verificar o que é elegível ou não à emissão de Créditos de Descarbonização (CBios). Amaral espera que a plataforma receba, apenas do segmento de etanol, 60 mil notas fiscais por mês.

O instrumento deverá estar pronto até o início do programa, em 24 de dezembro, quando os CBios deverão começar a ser comercializados entre produtores e distribuidores de biocombustíveis.

A ideia é garantir a transparência do programa e conferir credibilidade, gerando dados e estatísticas que poderão ser usados para estudos, disse Amaral ao Valor, após apresentação em evento promovido pela INTL FCStone.

Segundo Amaral, o sistema será financiado pelos produtores que se credenciarem no programa e poderá contar com recursos da agência. "Conforme forem entrando mais produtores, o custo, que já é baixo, vai cair mais a eles", disse.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *