Governo prevê dez rodadas de licitações até 2019, diz diretor da ANP

Abalos provocados pelos veículos elétricos vão além do setor automotivo
13/03/2017
Importação de etanol atinge recorde no mês de fevereiro
13/03/2017
Mostrar tudo

Fonte: Valor Econômico

O governo pretende realizar dez leilões de óleo e gás entre 2017 e 2019, disse nesta sexta-feira o diretor da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), José Gutman. Segundo a ele, a previsão é que, para além das quatro rodadas planejadas para este ano, sejam realizadas três licitações em 2018 e três em 2019.
“Podemos fazer licitações com frequência bastante grande. A ideia é termos para 2018 e 2019 mais três rodadas a cada ano:
uma ‘rodadinha’ [de áreas com acumulações marginais], uma rodada de blocos exploratórios [do regime de concessão] e uma rodada de partilha [do pré-sal]”, disse Gutman, durante evento na Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan).
O diretor comentou também sobre o Programa de Revitalização das Atividades de Exploração e Produção de Petróleo e Gás em Áreas Terrestres (Reate), lançado pelo governo com a meta de triplicar a produção em terra no Brasil até 2030.
Segundo Gutman, o objetivo da iniciativa é não só estimular o desenvolvimento de novas pequenas e médias petroleiras, como também o crescimento da cadeia fornecedora.
“O grande produtor gosta de fazer negócios com o grande fornecedor, mas o pequeno e médio produtor, que é o DNA do onshore, faz negócio com o pequeno e médio fornecedor. Quando falamos em aumentar a atividade terrestre, não estamos falando só de aumentar o numero de operadores, mas também de fornecedores”, afirmou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *