Petrobras inclui Pasadena e ativos na África em desinvestimentos
10/05/2017
Venda de controle da BR distribuidora divide Petrobras
10/05/2017
Mostrar tudo

Fonte: DCI

A Petrobras deverá publicar amanhã seu maior lucro para um primeiro trimestre em quase dois anos, beneficiando-se de cortes de custos e de ganhos extraordinários com a venda de uma unidade de gasodutos, estimam analistas.
O lucro líquido da petroleira deverá atingir R$ 3,773 bilhões no primeiro trimestre, revertendo uma perda de R$ 1,246 bilhão no mesmo período do ano anterior, segundo a média de estimativas compiladas pela Reuters.
A Petrobras poderá ainda registrar um ganho significativo com a venda de 90% da unidade de gasodutos Nova Transportadora Sudeste (NTS). Alguns analistas esperam que a venda da NTS produza um ganho antes de impostos de US$ 1,9 bilhão.
Os investidores deverão focar os comentários da administração sobre o status do plano de venda de ativos de US$ 21 bilhões da Petrobras no período de 2017-2018, as perspectivas de produção e gastos de capital para este ano e como a empresa fará provisões para R$ 216 bilhões relativos a passivos contingentes, destacaram os analistas.
Pasadena
A Petrobras não está negociando a venda da refinaria de Pasadena, nos Estados Unidos, disse uma fonte da petroleira à Reuters nesta terça-feira (09).
Ainda ontem, a agência Bloomberg publicou que a petroleira tem buscado compradores para a refinaria no Texas, que estaria agora avaliada em US$ 200 milhões, muito abaixo do US$ 1,2 bilhão pagos pela companhia pelo ativo.
“Não estamos fechando a venda de Pasadena”, disse a fonte na Petrobras, que falou sob a condição de anonimato. “Fique tranquilo que não vamos vender, muito menos por US$ 200 milhões. Tenho certeza que não vamos vender.”
A reportagem da Bloomberg, que cita fontes com conhecimento do assunto, afirma que Pasadena perdeu valor devido a uma série de passivos ambientais, com a refinaria no alvo de grupos de defesa do meio-ambiente, que a acusam de exceder padrões dos EUA para emissões.
Uma segunda fonte da Petrobras disse à Reuters que não há nada definido sobre uma eventual venda da refinaria. Procurada, a assessoria de imprensa da estatal afirmou que não irá comentar a questão.
Também nesta terça-feira, a Petrobras afirmou que ainda não há decisão de sua diretoria ou de seu Conselho de Administração sobre o modelo que será adotado pela companhia para desinvestir de sua fatia na BR Distribuidora. Foi publicado na imprensa que a proposta de realizar uma oferta pública inicial de ações (IPO) da subsidiária foi apresentada por diretores da Petrobras como uma alternativa à mera venda de participação. /Reuters

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *