Petrobras conclui oferta de títulos de US$ 4 bilhões no mercado internacional

Produção de petróleo da Opep recua em dezembro, aponta relatório
18/01/2017
Renováveis devem fechar 2016 com crescimento de 2% na matriz energética brasileira
18/01/2017
Mostrar tudo

Fonte: Agência Brasil
A Petrobras concluiu hoje (17) a oferta de títulos chamados de global notes no mercado internacional de capitais, no valor de US$ 4 bilhões. Segundo a companhia, desse total, US$ 2 bilhões terão vencimento em 17 de janeiro de 2022 e a outra metade, em 17 de janeiro de 2027. A operação foi feita por meio da subsidiária Petrobras Global Finance B.V. (PGF).
A empresa informou que a demanda do mercado ficou quase cinco vezes o valor final, de aproximadamente, US$ 19 bilhões, com ordens de 592 investidores dos Estados Unidos, da Europa, Ásia e América Latina. O título com vencimento em cinco anos (2022) foi emitido com custo de rendimento ao investidor de 6,125% ao ano. Para o de vencimento em dez anos, o custo ficou em 7,375% ao ano. De acordo com a Petrobras, esses resultados são “significativamente inferiores” aos de maio do ano passado, quando o de cinco anos ficou em 8,625% ao ano e o de dez anos, em 9% ao ano.
Considerando as últimas transações de grandes emissores, as operações foram concluídas com os menores níveis de prêmio em relação aos títulos em negociação da companhia. Os prêmios são taxas pagas aos investidores em relação aos papéis comercializados no mercado secundário.
Reconhecimento
O diretor da área Financeira e de Relacionamento com Investidores da Petrobras, Ivan Monteiro, afirmou que a oferta feita hoje foi um sucesso e reflete o reconhecimento do mercado em relação à estratégia, iniciada em 2016, para o gerenciamento das dívidas. “É também um reconhecimento dos resultados já apresentados da política de parcerias e desinvestimentos e do desempenho operacional”, completou.
Os recursos obtidos com a emissão serão usados pela Petrobras na recompra de títulos que venceriam entre 2019 e 2020. Na visão da diretoria, com isso, a empresa amplia o prazo de pagamento de parte de sua dívida, tornando mais longo o seu perfil de endividamento.
A Petrobras lembrou, que, por causa de operações semelhantes, que ocorreram em maio e em julho de 2016, foi reconhecida pela revista Latin Finance, , na semana passada, como a empresa que executou a melhor operação de gestão de dívidas no mercado internacional de capitais. Em cerimônia realizada em Nova York na quinta-feira (12), pela primeira vez, a Petrobras recebeu o prêmio Corporate Liability Management of the Year.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *