Petróleo deve ficar em US$ 50 a US$ 60 o barril após cortes da Opep, diz Iraque

Empresas baianas criadas a partir de 2017 terão que emitir a NFC-e
21/12/2016
Licença da refinaria pirata estava suspensa
22/12/2016
Mostrar tudo

Fonte: Agência Estado
O ministro do Petróleo do Iraque, Jabbar al-Luaibi, afirmou nesta quinta-feira que o país está comprometido com os limites de produção definidos na Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) no mês passado. A autoridade previu que os preços do barril fiquem na faixa entre US$ 50 e US$ 60, após os cortes serem implementados.
Na semana passada, o Wall Street Journal informou que o Iraque planejava aumentar suas exportações da commodity em janeiro. O Iraque havia dito que cortaria a produção em 210 mil barris por dia, a partir de 1º de janeiro, como parte do acordo da Opep. Agora, o ministro reafirmou esse compromisso.
Falando no intervalo de uma conferência sobre petróleo no Cairo, o ministro disse também que Bagdá fechou um acordo com a região semiautônoma do Curdistão sobre cortes na produção petrolífera. Fonte: Dow Jones Newswires.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *