Petróleo sobe em tentativa de recuperação, mas excesso de estoque preocupa

Revolução do carro elétrico agora enfrenta seu maior teste
25/04/2017
Plano da Petrobras para vender gás ao consumidor mina distribuidoras
25/04/2017
Mostrar tudo

Fonte: IstoÉ

Os preços do petróleo operam ligeiramente mais altos nesta terça-feira, mas tem oscilado um pouco acima do seu nível mais baixo neste mês, em meio a contínuas dúvidas de que o excesso de petróleo bruto global está sendo drenado.
O petróleo Brent caiu cerca de 5% na semana. Isso reflete a recente preocupação dos investidores com a força da recuperação da produção de petróleo dos EUA e dúvidas na crença de que a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) pode efetivamente levar o mercado de volta ao equilíbrio após vários anos de excesso de oferta.
Às 8h02 (de Brasília), o petróleo tipo Brent para junho subia 0,33% na IntercontinentalExchange (ICE), a US$ 51,77 por barril, enquanto o WTI para o mesmo mês tinha alta de 0,33% na New York Mercantile Exchange (Nymex), a US$ 49,39 por barril.
“O mercado está realmente se concentrando nos estoques de petróleo visíveis”, disse Miswin Mahesh, analista de petróleo da consultoria Energy Aspects.
Mahesh disse que embora os estoques de produtos refinados tenham caído, os investidores esperam ver queda nos estoques do petróleo bruto.
A Opep e outros grandes produtores concordaram em reduzir a produção em 1,8 milhão de barris por dia no primeiro semestre de 2017, mas como as ações permaneceram altas, o cartel deve agora estender o acordo quando se reunir em maio.
“Até que a Opep anuncie uma decisão oficial sobre a extensão dos cortes de produção, o foco principal do mercado será sobre isso”, disse Nelson Wang, analista de energia da CLSA. Os analistas acreditam que o fracasso da Opep e dos grandes produtores, como a Rússia, em fazer uma prorrogação do acordo pode resultar em um declínio acentuado dos preços.
Além disso, especialistas apontam que a tendência de baixa recente pode persistir, uma vez que empresas de serviços de campo de petróleo dos EUA, ainda têm abundância de capacidade disponível.
Wang estima que apenas cerca de 70% das plataformas de petróleo disponíveis nos EUA estão atualmente em operação apesar do crescimento persistente neste ano na atividade de perfuração por lá. Fonte: Dow Jones Newswires.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *