Aumento da produção da Opep derruba cotação

Maior parte dos candidatos à Presidência ignora RenovaBio
14/09/2018
Produção de petróleo pode chegar a 1 bilhão de barris
14/09/2018
Mostrar tudo

Fonte: Valor Online

Os preços do petróleo fecharam em queda ontem, devolvendo parte dos ganhos do dia anterior, quando haviam sido impelidos, mais uma vez, por temores relacionados à passagem do Furacão Florence, que tem perdido intensidade nos últimos dias, sendo rebaixado da categoria 4 para 3 e, agora, a 2. Assim, prevaleceram nessa sessão os sinais de que a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) está ampliando a produção.
Ontem, os contratos do WTI para outubro fecharam em baixa de 2,53%, a US$ 68,59 por barril, na Bolsa de Mercadorias de Nova York (Nymex), enquanto os do Brent para novembro cederam 1,96%, a US$ 78,18 por barril, na ICE, em Londres. Dessa forma, o Brent interrompeu sequência de quatro sessões em alta, tendo chegado a tocar, na quarta-feira, a marca de US$ 80 pela primeira vez desde maio. O WTI, por sua vez, havia fechado, também na quarta, no maior nível desde 20 de julho.
Relatório mensal da Agência Internacional de Energia (AIE) mostrou que a produção da Opep aumentou o correspondente a 420 mil barris/dia em agosto, o maior aumento mensal em mais de dois anos, que colocou a produção do cartel em máxima de nove meses, puxada pela oferta da Líbia, Iraque, Nigéria e Arábia Saudita, que “mais do que compensaram as perdas do Irã às vésperas da implementação de sanções dos EUA”, informou a AIE.
Em agosto, a produção do Irã caiu o correspondente a 150 mil barris/dia, totalizando 3,63 milhões de barris/dia. As exportações do país caíram em 280 mil barris/dia, totalizando 1,9 milhão de barris/dia em agosto.
“Com o aumento da produção e a desaceleração do crescimento da demanda, a tendência é de que o mercado não sofra muito com o embargo ao Irã”, diz Norbert Ruecker, diretor de estratégia macro e de pesquisa de commodity do banco Julius Baer.
Ainda assim, há quem considere a possibilidade de ganhos adicionais para os preços, inclusive acima da marca de US$ 80 para o barril do Brent. O banco de investimentos Investec observa que, na máxima intradia do ano, o Brent foi a US$ 80,50 em maio. “No entanto, o Brent não fechou acima de US$ 80, o que significa que uma grande barreira psicológica foi atingida, mas não propriamente superada”, diz Callum Macpherson, analista do Investec.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *